Hábitos saudáveis na infância podem retardar a osteoporose

O diagnóstico precoce ainda é o método mais indicado para descobrir a doença

Hábitos saudáveis na infância podem retardar a ost

A gente está cansado de ouvir que nosso corpo é reflexo dos nossos hábitos diários. A medicina não só confirma a tese como também sugere que alguns costumes saudáveis comecem ainda na infância e na adolescência para prevenir doenças na vida adulta.

A osteoporose, doença que enfraquece os ossos especialmente após os 50 anos e que pode provocar fraturas em diversos deles, consegue ser prevenida ou retardada se o estilo de vida adotado na infância e na adolescência for regrado e correto.

Isso porque o pico de formação dos ossos começa nesse período e se estende até os 35 anos de idade. Por esse motivo, a constituição de uma estrutura forte nessa fase é essencial para sua adequada manutenção no futuro.

O diagnóstico precoce é o método mais indicado para descobrir a doença, ainda que os exames radiológicos não possam diagnosticar a osteoporose até que 30% do osso já tenha sido perdido.

"Sem dúvida, a Densitometria Óssea ainda é o melhor exame para detectar a osteoporose antes que uma fratura ocorra. Isso porque costumamos chamar a doença de "O Ladrão Silencioso", que pode progredir durante anos sem nenhum sintoma, diminuindo a força dos ossos até que ocorra uma fratura", explica o médico reumatologista, Cristiano Zerbini.

Para evitar as fraturas, principal fator do enfraquecimento dos ossos, os especialistas listam uma série de atitudes significativas na prevenção da osteoporose, que já atinge 10 milhões de pessoas, segundo o Ministério da Saúde.

E as mulheres são a maioria nesse universo. Estudos mostram que depois dos 50 anos 1 em cada 3 mulheres vão sofrer fraturas decorrentes da osteoporose, porque além de os ossos femininos serem mais frágeis e finos, na menopausa ocorre uma deficiência do hormônio estrogênio, que tem influência direta nas células ósseas.

Para elas, uma dieta rica em cálcio fortalece os ossos e tende a ser um auxiliar no tratamento da doença. No cardápio diário das mulheres é interessante ter leite, iogurte e queijo todos os dias, que fornecem a quantidade de cálcio necessária para a proteção adequada de nosso esqueleto. Além de uma boa dose de vitamina D encontrada até em um banho diário de sol, por pelo menos 15 minutos por dia, 3 vezes por semana, de preferência pela manhã.

Combinar a alimentação com exercícios regulares, como uma simples caminhada durante a manhã, consiste em outra forma importante de regredir a osteoporose porque estimula a formação óssea.

Anote outras dicas para crianças e jovens prevenirem o enfraquecimento ósseo.

• Procure ingerir cálcio e vitamina D todos os dias;

• Evite a desnutrição ou uma nutrição inadequada;

• Tome banho de sol pelo menos duas horas por semana, antes das 10 horas ou após às 15horas. Nas regiões em que isso não é possível, um médico deve orientar a reposição de vitamina D;

• Mantenha a prática de uma atividade física regular para estimular o crescimento ósseo;

• Evite ambientes com adultos fumantes e também o fumo na adolescência;

• Receba orientações sobre o risco do consumo exagerado de bebidas alcoólicas.


Por Natália Farah

Comente

Últimas