Índice Glicêmico

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

indice glicemico

Atualmente o índice glicêmico está sendo muito valorizado, sendo também utilizado para o emagrecimento.

Os carboidratos ingeridos entram na corrente sanguínea com diferentes velocidades. O Índice Glicêmico (IG) é um indicador baseado na habilidade e na velocidade do organismo na ingestão do carboidrato de um dado alimento em elevar os níveis de glicose sanguínea pós-prandial, comparado com um alimento de referência que é a glicose ou o pão branco.

Esse índice foi classificado como:

  • IG menor ou igual a 55: baixo
  • IG maior que 56 e menor que 70: moderado
  • IG maior que 71: alto
  • Alimentos com IG alto fazem o corpo produzir quantidades enormes de insulina.

    A insulina é responsável por retirar as moléculas de açúcar da circulação e jogá-las para dentro das células onde são transformadas em energia. Conseqüentemente a insulina em excesso faz com que o corpo produza mais gordura, porque o excedente de açúcar transforma-se em triglicérides, uma gordura tão prejudicial quanto o colesterol.

    Isto faz com que a pessoa engorde e o pior, que a mesma sacrifique o pâncreas a produzir insulina em altas doses e no decorrer da vida perder a capacidade dessa produção, causando o diabetes.

    O consumo de alimentos com alto índice glicêmico têm ainda o efeito de promover uma falsa sensação de saciedade que dura no máximo duas horas. Isso é fácil notar: quando se ingere uma refeição baseada em carboidratos como macarrão, batata, após poucas horas já se está com fome novamente.

    O interessante desse conceito do índice glicêmico é que ele depende de vários fatores influenciáveis:

  • Natureza e quantidade do tipo de carboidrato do alimento;
  • Presença de fibras no alimento;
  • Forma do preparo do alimento;
  • Tamanho das partículas do carboidrato;
  • Presença de outras substâncias como proteínas e gorduras.
  • Podemos dar o exemplo da batata, que se for cozida e amassada terá um índice glicêmico grande, suas partículas menores serão reabsorvidas mais rapidamente que a batata frita que contém gordura.

    Dessa forma hoje existem tabelas de carboidratos com seus respectivos índices glicêmicos que podem ajudar muito no processo de emagrecimento. Alguns carboidratos que têm índices glicêmicos baixos, como o espaguete e o pão sírio médio. Vários sites apresentam a tabela.

    Na realidade os melhores alimentos para se consumir ainda são as frutas, os legumes e as verduras somadas aos carboidratos com índices glicêmicos baixos mais as proteínas sem gorduras e os alimentos gordurosos como azeite de oliva, castanhas, leite e queijos. A combinação dos alimentos influencia na reabsorção dos mesmos.

    Essa alimentação além de emagrecer ou manter o peso, dependendo das quantidades, promove saúde, diminui a produção de radicais livres e dá mais longevidade.

    Aguardo perguntas e sugestões.

    • Facebook
    • Pinterest
    • Twitter
    • Google+

    Comente

    Últimas