O cigarro atrapalha o sono?

A nicotina presente no cigarro altera a fisiologia do sono

O cigarro atrapalha o sono

Pessoas que fumam têm mais distúrbios do sono e dormem menos do que os não fumantes. É o que apontou o resultado de uma pesquisa realizada pela Escola de Medicina Charité Berlin, da Alemanha.

Isso porque a nicotina presente no cigarro atua como um estimulante do organismo, alterando o ritmo do sono. No organismo, ela traz problemas como ronco, apneia e insônia crônica e a privação do sono impossibilita a produção de alguns hormônios que desempenham papéis vitais no funcionamento de nosso organismo, como o hormônio do crescimento (GH), a serotonina, a melatonina e o cortisol.

Outros efeitos das noites mal dormidas aliado ao próprio tabagismo têm um efeito devastador sobre a saúde, como o surgimento de doenças do coração e o diabetes. O estudo trabalhou com dois grupos distintos: um de 2.300 pessoas divididas entre fumantes e não fumantes. Os resultados apontaram que entre os usuários de cigarro, 17% dormiam menos de seis horas contra 7% de não fumantes, e 28% manifestavam dificuldades neste período contra 19% para os que não fumavam.

Vale destacar que, no Brasil, o percentual de fumantes diários com 15 anos ou mais chega a 14,5% do total da população. A Organização Mundial da Saúde considera o tabagismo como principal causador de morte no mundo, sendo o câncer de pulmão líder na lista dos fatores de risco.

Entre outras doenças relacionadas ao cigarro estão a hipertensão arterial, úlcera no aparelho digestivo, infecção respiratória, doença pulmonar obstrutiva crônica, impotência sexual no homem, menopausa precoce, além de complicações na gravidez.

Dicas para quem pretende parar de fumar

• Nos momentos de estresse, procure se acalmar e entender que momentos difíceis sempre vão ocorrer e fumar não vai resolver seus problemas;

• Em situações de "fissura", você poderá chupar gelo, escovar os dentes, beber água gelada ou comer uma fruta;

• Mantenha as mãos ocupadas com um elástico, pedaço de papel, rabisque alguma coisa ou manuseie objetos pequenos. Não fique parado - converse com um amigo, faça algo diferente que distraia sua atenção;

• Exercícios de relaxamento também são úteis. Faça a respiração profunda. Respire fundo pelo nariz e vá contando até seis. Depois deixe o ar sair lentamente pela boca até esvaziar totalmente os pulmões. Para o relaxamento muscular, estique os braços e pernas até sentir os músculos relaxarem.

Natália Farah


Comente

Últimas