Os perigos dos alimentos enlatados e embutidos

Entenda por que o excesso desses alimentos faz mal à saúde

Os perigos dos alimentos enlatados e embutidos

Os alimentos enlatados e embutidos geralmente são modificados quimicamente para terem maior duração. Quem adora um salaminho, um sanduíche de presunto, um hot dog e uma mortadela defumada pode estar em maus lençóis. Em excesso, esses alimentos embutidos fazem um tremendo mal à saúde.

Isso acontece por que esses alimentos carregam mais gordura saturada do que a versão natural, o que pode aumentar o colesterol e o risco de doenças cardiovasculares. O principal ingrediente que faz esses alimentos durarem mais é o sódio, que causa pressão alta e retenção de líquidos. Um estudo da Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (Abia) mostrou que 24% da ingestão de sal na dieta dos brasileiros vêm dos alimentos industrializados, principalmente os embutidos.

Fora isso, esses alimentos são munidos de conservantes, que são altamente prejudiciais e cancerígenos. Além disso, a quantidade de aditivos que esses alimentos contêm pode sobrecarregar o fígado, que não consegue eliminá-los como deveria.

E quando falamos em carnes, estamos incluindo todas elas, inclusive as branca, como o peito de peru ou chester. Eles são mais saudáveis, sim, mas seu preparo de conservação é o mesmo do presunto. Não há problemas no consumo desses alimentos, caso você os faça, no máximo, duas vezes por semana. Todos nós sabemos que é mais prático chegar em casa e fazer um sanduíche com peito de peru do que cozinhar um alimento fresco, mas isso não pode virar rotina.

A dica é apostar em alimentos saudáveis no lugar dos embutidos. Você pode trocar seu lanche de mortadela e queijo por cottage e peito de frango desfiado ou ovos cozidos, por exemplo. Outra dica é sempre acrescentar verduras junto aos embutidos que for consumir. Assim, as fibras já captam as moléculas de gordura durante a digestão e diminuem os males ao organismo. Fora que elas vão deixar sua refeição bem mais saudável e ajudá-lo a comer menos do que faz mal.

Por Helena Dias


Comente

Assuntos relacionados: alimentos embutidos enlatados

Últimas