Osteoporose: evite os acidentes domésticos

Pequenas mudanças fazem toda diferença na vida de um idoso

Osteoporose evite os acidentes domésticos

As limitações físicas naturais do corpo, por conta da idade, são as grandes responsáveis pelos acidentes domésticos, cerca de 70%. Nessa fase, a atenção deve ser redobrada, especialmente nos que têm osteoporose.

Dados da Secretária da Saúde do Estado de São Paulo, de 2008, comprovam que 30% dos paulistas com mais de 60 anos foram internados em decorrência de uma queda. A osteoporose, doença silenciosa que compromete os ossos, pode se manifestar em homens e mulheres, que são maioria. As razões são a queda na produção do estrógeno após a menopausa.

O primeiro sinal pode aparecer quando ela está em uma fase mais avançada e costuma ser a fratura espontânea de um osso que ficou poroso e muito fraco, a ponto de não suportar nenhum trauma ou esforço por menor que sejam.

Como a osteoporose pode ter diferentes causas, é indispensável determinar o que provocou a condição, antes de propor o tratamento, que deve ter por objetivo evitar fraturas, diminuir a dor, quando existe, e manter a função.

No caso das fraturas, elas devem ser evitadas dentro de casa. Pequenas mudanças fazem toda diferença na vida de um idoso. Pode ser desde a retirada de mesas de centro e outros móveis nos locais de passagem.

Tapetes soltos causam facilmente a queda e protetores nas quinas dos móveis colaboram para o bem-estar. Outra dica é melhorar a iluminação dos ambiente e a luz ser difundida por toda a casa e não localizada.

Confira abaixo outras dicas que evitam as quedas dentro de casa.

• Em escadas, sempre que existirem corrimões e suportes, apoie-se neles. O risco é menor se subir ou descer em diagonal;

• Ao subir o degrau, incline o tronco para frente; ao descer, evite inclinar a cabeça e o tronco para trás. O peso do corpo recai sempre sobre a perna que se encontra mais à frente; o mais seguro é adiantar primeiro a perna mais ágil para subir e a menos ágil ao descer;

• No banheiro, se houver barras de apoio, utilize-as sempre, lembrando que elas precisam ser fixadas ao tijolo e não ao azulejo;

• Evite o uso de banheiras;

• É importante não caminhar descalço e utilizar sempre calçado antiderrapante;

• Para sentar-se em uma cadeira ou poltrona, coloque-se de costas para o assento sentindo-o nas pernas e ajudando com os braços para realizar o movimento;

• Para levantar-se, coloque-se na beira do assento empurrando com os ombros e os braços para facilitar o movimento para frente;

• Quando for deitar na cama, coloque-se de costas para ela, perto do travesseiro, e sente-se;

• Para levantar-se da cama, coloque primeiro a barriga para cima e dê início ao movimento incorporando o pescoço e a cabeça, aproximando o queixo do peito e logo a seguir os ombros, enquanto apoia os cotovelos e as palmas das mãos sobre a cama. Em seguida, tire a perna mais próxima da beirada da cama enquanto faz um movimento de rotação sobre as nádegas e acaba de elevar o tronco até ficar sentado.

Por Natália Farah


Comente

Assuntos relacionados: saúde doenças osteoporose

Últimas