Praticar esporte é mais importante que ser magro

Praticar esporte é mais importante que ser magro

Depois de acompanhar a rotina de mais de dez mil pessoas entre 50 e 69 anos nos Estados Unidos e Grã-Bretanha, pesquisadores concluíram que nesta faixa etária é melhor ser fisicamente ativo do que magro. O estudo, divulgado pela revista científica "Journal of the American Geriatrics Society", apontou que apenas 13% das pessoas que realizavam algum tipo de exercício três ou mais vezes por semana desenvolveram problemas de mobilidade física. Já 24% dos sedentários apresentaram dificuldades para se movimentar.

Para o ortopedista e especialista em medicina esportiva Samir Daher, de São Paulo, atualmente existe um grande grupo de sedentários no mundo devido aos centros urbanos e às novas tecnologias. "O sedentarismo é um grande problema da vida moderna, porque hoje em dia quase todo mundo tem acesso a carro. Além de causar artrose, colesterol alto e hipertensão, a falta de exercício físico faz com que a pessoa não tenha uma boa vida social ou em família. O sedentarismo não mata, mas os problemas trazidos por ele sim", diz o especialista.

Ainda segundo Daher, quem está acima do peso, mas pratica algum esporte regularmente, tem uma vida mais saudável que um sedentário em dia com a balança. "Nem sempre ser magro é ser sadio. Alguém magro que não faz exercício não desenvolve musculatura para sustentação do esqueleto", explica.

Ivani Pereira, de 70 anos, não dispensa a academia com acompanhamento profissional. Ela também não fuma, não ingere bebidas alcoólicas e evita consumir refrigerantes, açúcares e comidas gordurosas. "Prefiro prevenir a correr atrás do prejuízo. Com uma certa idade, é normal aparecerem problemas na coluna e para andar. Os exercícios ajudam bastante a amenizá-los", afirma.

Antes de matricular-se na academia, Ivani procurou um médico para saber quais as modalidades indicadas para ela. "Faço alongamento e musculação, mas gosto de tudo. Atualmente, só não faço hidroginásticapor falta de tempo", conta a aposentada.

Segundo a preparadora física Simone Simões, de São Paulo, os benefícios do esporte são basicamente os mesmos para pessoas mais jovens ou acima de 50 anos. "A qualidade de vida aumenta, o estresse diminui, minimiza os sintomas do envelhecimento e a flexibilidade do dia-a-dia melhora", afirma ela.

Se você está acima do peso e sente dores nas articulações, o ideal é começar com exercícios aquáticos, como a hidroginástica e a natação, para ter pouco impacto, de acordo com Simone. Quem tem muita dificuldade para se locomover, precisa de um tratamento específico e adequado, para não se prejudicar ainda mais.

Os obesos também necessitam de cuidados especiais, pois na maioria das vezes possuem outras patologias, entre elas, hipertensão e diabetes.

Para evitar problemas, antes de iniciar qualquer atividade física é necessário consultar um especialista. "A maioria da população procura um médico em razão de alguma dor já existente. Quando tratada com atividades físicas programadas, ao invés de remédios, 90% mostram melhorias", finaliza o ortopedista Samir Daher.

Comente

Últimas