Sedentarismo está entre as causas da artrite

O corpo parado inibe a produção de cápsulas articulares, responsáveis pelos movimentos

Sedentarismo está entre as causas da artrite

O sedentarismo está longe de ser apenas um aliado da balança e do sobrepeso. Doenças como artrite, que atinge as articulações, se intensificam quando o corpo fica totalmente parado.

A razão é simples: a artrite é um processo inflamatório da membrana que reveste a articulação, ou seja, acontece uma degeneração da cápsula articular, responsável pelo movimento. O sedentarismo diminui a atividade destas cápsulas até que elas deixam de responder aos estímulos.

O contrário, quer dizer, o excesso de exercícios físicos sem orientação também aumenta os riscos. Isso porque os treinos potencializam o desgaste articular, gerando a doença.

Quem tem dificuldade de se locomover e sente dor ao realizar movimentos simples, é hora de procurar ajuda de um médico, que pode ser um reumatologista ou um ortopedista.

Esses profissionais certamente vão pedir exames comuns para o diagnóstico, como testes articulares, ressonância magnética e raio X, que confirmam se está acontecendo alguma degeneração na cápsula articular.

Posterior a isso, o tratamento inclui fisioterapia como principal ferramenta e alguns remédios para aliviar as dores e a inflamação. Casos mais graves só melhoram com cirurgia, que vai refazer o desgaste da cápsula articular, o que não dispensa as sessões de fisioterapia no controle das dores e reeducação dos movimentos.

Portanto, antes de precisar dessa bateria de exames e tratamento, previna-se! Deixe a vida sedentária de lado e pratique exercícios físicos, sempre com orientação. Boas dicas são alongamentos e alimentação adequada para não levar ao excesso de peso, outro fator de risco da artrite.

Por Natália Farah


Comente

Assuntos relacionados: saúde doenças sedentarismo artrite

Últimas