Temperos naturais e mais sabor aos alimentos

Dicas de como combinar temperos naturais na preparação de alimentos

Ervas aromáticas na preparação dos alimentos

Nas prateleiras de qualquer supermercado é possível encontrar inúmeras marcas de temperos industrializados. Apesar da praticidade no momento de dar um sabor especial àquela saladinha, carne ou arroz, eles não são opções saudáveis para a saúde, devido aos níveis elevados de sódio e conservantes em sua composição.

Uma excelente dica é optar pelas ervas aromáticas e especiarias, pois além de realçarem o sabor dos alimentos, fornecem substâncias importantes para o organismo. "As ervas fortalecem o sistema imunológico, ajudam na digestão e tem ação anti-inflamatória", explica Priscilla Herrera, chef do restaurante Banana Verde.

Ervas e especiarias possuem aromas e sabores muito marcantes, por este motivo a chef salienta que é essencial ter um equilíbrio de sua utilização. Outra dica é nunca misturá-las em excesso. "Muitas pessoas dizem que não gostam de algumas ervas devido ao sabor forte. No entanto, o problema está na má utilização", informa ela.

Para evitar que seu prato fique com sabor inadequado, Priscila preparou uma lista com as combinações mais comuns. Confira!

Tomilho: é rico em ferro e cálcio. Ele melhora problemas respiratórios e torácicos, como tosse e bronquite. Combina muito bem em sobremesas e na preparação de saladas e legumes salteados com azeite e alho. Em pratos que levam tomates você pode combinar o tomilho com manjericão e orégano.

Hortelã: é rica em vitaminas A, B e C e sais minerais como ferro, cálcio e potássio. Combina muito bem em saladas com frutas, folhas, castanhas, sementes, limão e pepino.

Gengibre: possui propriedades antioxidantes que auxiliam na prevenção de doenças cardiovasculares e cancerígenas. Pode ser utilizado em alimentos refogados. Ele também proporciona aroma e sabor em sopas à base de cenoura ou abóbora cabotian, combinado com capim limão.

Alecrim: pode contribuir para a diminuição de dores musculares, problemas da vesícula, de ossos, digestivos, dores de cabeça entre outros. Como tem o sabor muito marcante, o leve toque de pequenos ramos dele com alho com casca, azeite, flor de sal, pimenta síria e batatinhas com pele assadas no forno dão perfume na casa e muitas pessoas acabam gostando da combinação de sabores e aroma. Além disso, no preparo de uma abobrinha, por exemplo, ele combina muito bem com raspas de limão e azeite. Outra sugestão é azeite com ramo de alecrim e alho com casca que proporciona perfume a pizzas e focaccias.

Coentro: contribui para a redução de dores estomacais e ainda redução de colesterol ruim no sangue. Utilizado na medida certa, tem um potencial gostoso na comida. Basta misturar a raiz de coentro, alho fresco e pimenta dedo de moça, que aguçam sabores em salteados e diferentes pratos.

Acompanhe duas opções de molhos para saladas preparados com ervas, desenvolvidos pela Chef Priscila Herrera:

Vinagrete de gengibre

Ingredientes:

1 colher (café) de gengibre ralado

6 colheres (sopa) de azeite extravirgem

1 colher (sobremesa) de mostarda Dijon

2 colheres (sopa) de vinagre maçã

Sal marinho, pimenta síria, ciboulette e salsinha a gosto

3 pedras de gelo

Modo de preparo:

Junte todos os ingredientes e bata no liquidificador.

Rendimento: 2 porções

Molho de framboesa

Ingredientes:

6 colheres (sopa) de framboesa fruta in natura ou congelada

3 colheres (sopa) de aceto balsâmico

1 colher (sopa) de melaço de cana ou mel de abelha

2 pedras de gelo

6 colheres (sopa) de azeite extravirgem

Tomilho, manjericão roxo, sal marinho, pimenta, salsinha e ciboulete picada a gosto

Modo de preparo:

Bata a metade da framboesa junto com o restante dos ingredientes. Assim que estiver bem misturada, retire e acrescente o restante da framboesa. Delicie-se!

Rendimento: 2 porções

Por Stefane Braga (MBPress)

Comente

Últimas