Use óculos de sol e evite doenças

Conheça 9 doenças oculares que podem ser evitadas

Use óculos de sol no inverno

Normalmente, os óculos de sol ficam esquecidos no inverno. Assim como o filtro solar, os acessórios são importantes para prevenir os olhos de doenças graves, decorrentes ao contato direto do sol, em todas as estações do ano. Existem no mercado tipos com lentes que bloqueiam a passagem da radiação ultravioleta (UVA e UVB). Mas, tome cuidado: nem todos os tipos possuem a proteção, o que pode prejudicar a qualidade dos olhos.

A escolha do óculos de sol deve levar em consideração o grau que pode ser adicionado à lente (em casos de pessoas que precisam usar óculos de grau), o fator de proteção e a intensidade das lentes escuras. Optar por acessórios muito escuros que não foram feitos em lugares especializados pode prejudicar a visão e até agravar algum quadro oftalmológico.

De acordo com os oftalmologistas, o uso de óculos escuros pode evitar até 9 males oculares. Veja quais são:

Câncer da conjuntiva

A conjuntiva é uma membrana que cobre a parte de fora dos olhos, cobrindo todo o globo ocular e reveste a parte interna das pálpebras. O câncer de conjuntiva é registrado por meio de fotografia. Se não tratado, o mal pode se espalhar e levar à cegueira. O tumor pode ser removido com cirurgia, radioterapia, crioterapia e quimioterapia local.

Pinguécula

É uma lesão degenerativa, que deixa os olhos com uma cor meio amarelada ou acinzentada. Ao longo dos anos, a lesão aumenta de tamanho de acordo com o contato com o sol. A doença pode evoluir e também prejudicar a visão. No tratamento, os pacientes passam colírios antiinflamatórios e lubrificantes.

Catarata

A patologia provoca o embaçamento visual que aumenta, com o passar dos anos. A tendência é que os olhos fiquem opacos e a região onde tem a cor nos globos oculares fique esbranquiçada. O tipo de doença é imprevisível, mas pode ser amenizado com cirurgia.

Degeneração do vítreo

Comum em adultos, a degeneração do vítreo faz parte do envelhecimento dos olhos. Dá-se pela perda momentânea da visão, onde é possível ver flashes luminosos que se mechem de acordo com o movimento dos olhos. A origem da doença ainda é desconhecida, mas sabe-se que o contato direto ao sol pode piorar o caso.

Retinopatia solar

Lesões maculares provocadas pelo contato com o sol. Normalmente as pessoas que olham diretamente ao sol, por muito tempo, podem ter mais chances de desenvolver o problema. Trata-se da inflamação da retina. O tratamento é feito por meio de medicamentos oftalmológicos.

Degeneração macular

Trata-se da degeneração na parte mais nobre da retina, responsável por captar imagens e detalhes. A lesão prejudica a visão parcialmente, como se a pessoa não visse algumas partes da imagem. O tratamento é feito à base de remédios indicados pelo médico.

Ceratite

É uma inflamação na córnea (membrana transparente dos olhos) devido ao ressecamento e pode levar a perda completa da visão. Conhecida como a úlcera das córneas, a ceratite é tratada com remédios específicos e anti-inflamatórios.

Pterígio

Também é uma espécie de tumor, mas um pouco menor. A lesão degenerativa está localizada na conjuntiva e evolui como a pinguécula. O crescimento começa na córnea e vai em direção à pupila. O tratamento para o mal é cirúrgico.

Câncer de pele

Dado por tumores que se multiplicam rapidamente na pele, o tipo de tumor pode acontecer por causa do contato direto ao sol por muito tempo. O câncer de pele pode invadir outros órgãos, mas a região pode ser tratada com cirurgias, radioterapia e quimioterapia.

Por Caroline Sarmento


Comente

Assuntos relacionados: inverno óculos de sol

Últimas