Vegetarianismo

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Conheça os benefícios de uma alimentação sem carne

Conheça os benefícios de uma alimentação sem carne

Hoje em dia a busca por fórmulas que garantam mais qualidade de vida em meio ao caos cotidiano está maior e, em consequência dessa procura, o número de adeptos às dietas vegetarianas está crescendo cada dia mais. Pelo menos é o que afirma os últimos dados publicados pelo Ibope - Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, no qual mostra que 17,5 milhões de brasileiros, cerca de 9% da população não colocam carne no seu prato. É isso mesmo que você leu, esse não tão pequeno grupo não se alimenta de nenhum tipo de proteína animal.

Mas, será que é possível ter uma alimentação balanceada apenas à base de proteínas vegetais? De acordo com a nutricionista Flávia Morais, "Estudos mostram que uma dieta vegetariana diminui o risco de doenças cardiovasculares, diabetes e câncer, mas para isso, é necessário que a alimentação seja equilibrada e variada", aconselha. Portanto, para se ter um cardápio vegetariano saudável deve-se substituir a gordura saturada pela insaturada, tomar cuidado com o excesso de carboidratos refinado, doces e frituras, comer bastante fibra - encontrada nos grãos integrais e hortaliças, além de optar por alimentos ricos em antioxidantes, vitaminas e minerais, como as frutas e verduras.

Para aqueles que querem eliminar as carnes do cardápio, a nutricionista destaca a importância de se consumir a quantidade diária necessária de proteínas e aponta que elas podem ser facilmente encontradas na soja e derivados, quinua, amaranto, chia, leguminosas, cereais integrais, frutas oleaginosas e alimentos rico em ferro, cujos exemplos de fontes de origem vegetal são as folhas verde escuras, feijões e algas marinhas. "O corpo absorve menos o ferro encontrado em alimentos de origem vegetal, por isso a vitamina C ajuda a potencializar a absorção", completa Flávia.

Agora, se você já não é muito fã de carne, mas anda preocupada em continuar com a dieta vegetariana pois não sabe se ela também pode ser uma opção para gestantes ou crianças, a nutricionista lembra que nesses períodos as necessidades nutricionais aumentam, ou seja, a atenção deve ser redobrada e é necessário que a dieta seja acompanhada por profissional, para que se elabore o plano alimentar adequado, bem como, sejam indicados suplementos, caso necessário. O acompanhamento também se faz necessário quando o vegetariano pratica atividade física para evitar danos à sua saúde.

A nutricionista ainda ressalta que existem algumas variações na alimentação vegetariana, como os lactovegetarianos, que incluem no cardápio leite e derivados, os ovolactovegetarianos, que comem também ovos e os vegans, que excluem todos os alimentos de origem animal do cardápio. No entanto, segundo Flávia, os adeptos do veganismo precisam suplementar a alimentação com ferro, vitamina B12 - encontrada principalmente na carne - e o ômega 3. Ela ainda ressalta que, ao optar por essa dieta, o interessante é fazer exames de sangue rotineiramente a fim de identificar se há alguma deficiência nutricional ou mesmo a necessidade do uso de suplementos alimentares.

Por Paula Perdiz

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas